A autora

Qual o papel do psicólogo?

O psicólogo é um profissional da saúde habilitado e com inscrição na Ordem dos Psicólogos, possuindo conhecimento e domínio de competências específicas para trabalhar determinadas queixas ou necessidades apresentadas por indivíduos, grupos e organizações, tendo como objetivo a melhoria da qualidade de vida e do bem estar psicobiofísico, social, relacional e espiritual do paciente ou cliente.

Seu trabalho abrange todas as esferas da vida: individual, familiar, profissional e social, e em todos os contextos e fases do desenvolvimento humano: infância, adolescência, adultez e velhice, bem como em situações especificas de prevenção e de crise já deflagrada.

A intervenção profissional do psicólogo e seu campo de atuação especifico englobam condições de reabilitação, prevenção, diagnose e suporte psicológico em diferentes situações e contextos, sejam estes individuais ou comunitários, utilizando instrumentos específicos de avaliação, tais como os testes e técnicas psicológicas, dentre outros.

Algumas atividades psicológicas podem também ser desenvolvidas online através do e-mail, msn e skype. Para este fim, o psicólogo, em seu site de atendimento online, deve apresentar o selo do Conselho Federal de Psicologia. Portanto, sites de Psicologia que não apresentam o selo do CFP não podem realizar procedimento online.

Quando procurar um psicólogo?

Diante de uma problemática na vida do individuo, via de regra, o psicólogo é o ultimo a ser procurado.

Culturalmente, existem algumas crenças que permeiam a figura do psicólogo, tais como: “quem procura um psicólogo é porque não é normal” ou “a pessoa não tem a capacidade de resolver os seus próprios problemas”, sendo portanto, classificada como pessoa “incompetente”, conflituosa, problemática, frágil ou com poucos recursos internos.

Hoje, este panorama já está começando a mudar e as pessoas percebem até mesmo como condição de status frequentar um psicólogo. Na realidade os motivos deveriam ser outros, como o autoconhecimento, por exemplo.

Outra questão que dificulta a “cultura do psicólogo” é que a acessibilidade deste profissional é restrita a alguns grupos sociais com determinadas condições socioeconômicas.

Infelizmente boa parte da população não tem condições econômicas de ser acompanhada por um profissional da Psicologia, mas com certeza, todos precisamos, visto que o interessante seria mesmo um trabalho preventivo, além do autoconhecimento para uma vida mais satisfatória e feliz e não apenas quando o problema já foi deflagrado. Infelizmente não temos (ainda)uma cultura preventiva no tocante às questões psicológicas.

Fragmentos do artigo: O psicólogo e sua intervenção na promoção da saúde e do bem estar na sociedade de Soraya Rodrigues de Aragão

Pedra e Flor


 

Para saber mais sobre a proposta do projeto “Consultoria Estratégica em Avaliaçao Emocional” e seus beneficios, entrar em contato através do email: noconsultoriopsi@gmail.com e sites www.alquimiadavida.org  e http://www.sorayapsicologa.com